19 julho 2006

EN S'OUBLIANT

"C'est en s'oubliant soi-même que l'on retrouve soi-même"
(Saint François d'Assise)



Giotto di Bondone, Stigmate di san Francesco, 1300 (Louvre, Paris)

C'est un poème pour rêver
pour se retrouver dans soi
et réveiller plus de mille fois
sans lendemain, sans se léver

Le rêve est d'être à cette heure
ârreté, couché, les yeux fermés
pour n'écouter que des vagues fâchées
Ah! Le mystérieux bruit de la mer!

Retrouver les souhaits cachés
la verité, tout ce qu'on a besoin
pour mépriser les faux pas, pour être loin
Ah! Où êtes-vous les émotions jadis volées?!

Se réveiller pour ne sentir
que les premiers rayons du soleil
marcher sur le sable en oubliant du sommeil.
Ah, voilà! Adieu soucis de l'avenir!

© 2006

Esquecendo-se

"É nos esquecendo de nós que nos reencontramos a nós mesmos"
(São Francisco de Assis)

É um poema para sonhar
para se reencontrar dentro de si
e acordar mais de mil vezes
sem amanhã, sem se levantar

O sonho é de estar a esta hora
parado, deitado, os olhos fechados
para escutar somente as furiosas ondas
Ah! O misterioso barulho do mar!

Reencontrar os anseios escondidos
a verdade, tudo o que é necessário
para desprezar os erros, para estar longe
Ah! Onde estão, emoções outrora roubadas?!

Acordar para só sentir
os primeiros raios do sol
andar sobre a areia esquecendo do sono.
Ah, eis aqui! Adeus preocupações do futuro!

4 comments:

At 22/7/06 11:43, Blogger Ellemos

Pois bem, caro mano poliglota. Esqueça-se para reencontrar o poeta que esteve dormindo. E volte a sonhar em versos...

 
At 25/7/06 23:55, Blogger Silvio Vasconcellos

esse teu hibernar tem algo a ver com a assimilação de línguas? Além de de presentar a todos com poemas de uma profundidade contundente ainda possibilita lê-los em outros idiomas.
Não fique tanto tempo a nos privar disso tudo que tens para emanar.

Sílvio

PS: Dê uma passada no Contos & Encontros. Tenho o dobro de visitações por lá. Alguns gostam.

 
At 21/12/06 23:16, Blogger Silvio Vasconcellos

...E na noite de Natal
Antes da ceia tão esperada
Faça a pergunta fundamental:
Consegui fazer o menino sorrir
Ou deixei o ano passar igual?

Feliz Natal 2006

Sílvio Vasconcellos

 
At 27/2/07 21:21, Anonymous ercylemos

Toda essa maravilha está muito distante do meu entendimento....beijos de sua mãe

 

Postar um comentário

<< Home